HOME

   
       
 

 

Maria Socorro de Sousa

Brasil

Biografía:

 

SOUSA, Maria Socorro de Ma Socorro - n. 01/02/1963, é Brasileira, Nordestina, Piauiense, mora na cidade de Marcolândia PI; é professora, escritora, poetisa romântica Membro da ESCBRAS Escritores Brasileiros MG; Acadêmica correspondente da ARTPOP Cabo Frio RJ; ANBA Niterói RJ; Acadêmica correspondente da ARTPOP Cabo Frio RJ; ANBA Niterói RJ; Acadêmica Senadora (da cultura pelo PI) FEBACLA RJ; Acadêmica Senadora (da cultura pelo PI) CONAHCLA RJ; Acadêmica Correspondente da NALAF Núcleo Acadêmico de Letras e Artes de Lisboa Portugal; publicou oito (8) Livros de Poesias: Estrela, Sonhos, Encontro (Duo), Emoções, Monumento, Palavra, Desafio (10 Dias de Poesia), Metade de Mim; de: Coautora: Encontros de Poesia Luso-Brasileira- Portugal; participou de várias Antologias Nacionais e Internacionais; faz parte de várias Revistas Varal do Brasil. Suíça; Pré - lançamento: Memórias Que tenho de ti... E, Silêncio.

 

SILUETA

 

Sonhei encontrar o amor

Procurei ate encontrar

Foram momentos de fulgor

Que fizeram me apaixonar

No oásis do seu encanto

Suas promessas são opulências

Seus beijos são aparências

Seu sorriso de desencanto

Seu coração está cheio

Dos segredos da vida

Sempre pronto para amar

Seu olhar repleto de recheio

Buscando a silhueta amada

No radar fica a voar

 


Soneto de SAUDADE

Ah, amor, de ti... Sinto saudade

A última vez que o vi, tanto brilhava,

Não viu que por ti eu chorava

Meus olhos já não brilham... Verdade

Busco... Não o encontro. Chama

A tristeza paira na minha face

Dói: o frio e o silêncio na alma

Ah amor, onde andas? Amo você.

Na distância; palavras de amor,

Apaixonada pelo teu encanto

Saudade! Crava no peito terrível dor!

Além do mar, clamo o amor...

A esperança... Apenas momento

Âncora leva-me a teu porto! Amor.

 

RAÍZES

 

Semelhante éden, efêmero desumano,

Segreda malícia nos olhos espiral encanto

Premissa bela à sombra seduz tanto

Amor flutuante de complexo engano

Drama de raízes oculta a grandeza

Dama graciosa cálice do meu pecado

Permite sagaz antídoto amado

Almíscar as veias vício de sútil fraqueza

Súdito ao fascínio a beleza da alma

Prélio desejo oprime lábio nativo

Aflige desvairado olhar que tua boca acalma

Divinas raízes a ti sou cativo

Põe-me à prova... Sou plágio n'alma

Amo-te em delírio meu amor sedativo.

 

JANELA

Meus sonhos escondem minhas lágrimas

O ímpeto embaralha em secreto cântaro

Semelhante florir de um amor tão raro

Atrai-me espreitar tua imagem em chamas

Entre as luzes concisas da nítida janela

Permite-me o silêncio invadir teu olhar

Instante memorável. Reluz o brio na cela

Impacto. Venci a mim por ti amar

Te quero em cada amanhecer. Te quero!

Completa-me com teus doces encantos

Queima meus lábios o teu néctar. Adoro!

Por ti alucinado contorno átrios em gritos

Sentindo a alma cativa. Luzente raio escuro

À tua espera segredam rios em prantos

 

Ir. Teresa de Calcutá

Vejo no teu olhar o amor sem limite

Luz que relampeja a vida aos semelhantes

Translúcido olhar mira no tempo em silêncio

Deleita em mistério delicado tudo que sentes

Tua face transborda paz ternura

Teus lábios ensinam harmonia nas palavras

Face que me fascina! Mulher de espírito forte.

Em cada momento cheio de emoção

Eu vi tua face que reluz santidade

O prazer de servir enobrece tua alma

 

EU PROMETO...

O tempo nos leva ao caminho

Cada passo ao toque do coração

Sem sombras. Eu prometo carinho

Porto seguro brilhando emoção

Eu prometo ser o teu vínculo

No teu peito confortável elo

Trilhando veredas. Amoroso

Quero teu riso maravilhoso

Amar sem limites eu prometo

Conquistando toda amplitude

Anseio para mim teu amor teu encanto

Eu quero ser teu amado. Verdade

Sentir Teu amor em todo momento

Eu prometo ser felicidade.

 

A Paz Para Humanidade

 

Em tempo de inquietação

Os dias são escassos de amor

Gritam os tiranos em guerra

Visa o poder não a Paz

Oh Senhor o teu povo

Clama por piedade

Com Fé genuína

"A Paz para a humanidade"

Celebrando com Alegria

O Amor e as tuas misericórdias

Que são ideais perfeitos

Para alcançar muitas vidas

Que necessitam de Ti

As proezas do teu Amor

É a nossa esperança

E o nosso porvir